Tira o caralho da boca, sô!

quinta-feira, setembro 30, 2010 Clovisnáilton

Tem um cara aqui no supermercado que tudo para ele era "caralho", mas não o órgão sexual em si. Sempre falava um sonoro "caraaalho" em qualquer frase, sempre. A primeira namorada, Gorete, que trabalhava no RH daqui, até se assustou e ficou pensativa se namorava aquele gordinho ou não, depois do "te amo pra caralho, Gorete", sendo logo suprimido pelo "caralho, vamos namorar logo".


Ao telefone, mesma coisa. É caralho para cá, é caralho para lá, tudo é caralho! Chegamos até de apelidá-lo de "Zé Caralho", mas como era muito influente na empresa, tratou logo de demitir o autor da brincadeirinha. Logicamente, nas conversas informais nos corredores, é Zé Caralho mesmo, ou "Caralhinho", porque, disseram as más línguas, ele tem um... quase japonês! 


Um belo dia, estava lá, na sua sala, tentando fechar uns relatórios urgentes para a Receita Federal, quando bateram à porta:


- Entra, CARALHO...


E ele entrou:


Noooooossa...

Deixamos o caralho inflável e sumimos. Quem foi? Ele não sabe, ainda bem, e nós mantivemos nossos empregos. E ele, o Zé Caralho? Acho que aprendeu a lição. Não usa mais "caralho" nem no início nem nos finais das frases. Substituiu por PORRA! Agora é tudo PORRA! "Faz isso aqui, porra" e "Porra, meu time tá uma porra, porra" é comum.

Já estamos pensando na próxima brincadeira...

0 comentários:

Postar um comentário